PLANO DE LEITURA

Vamos aprender mais da palavra de Deus num propósito de 40 dias de leitura bíblica! Participe!!!

ONDE ESTÁ O SEU IRMÃO?

Vamos aprender mais da palavra de Deus num propósito de 40 dias de leitura bíblica! Participe!!!

DEUS QUER QUE EU ME IMPORTE

"... Em toda a trajetória humana, Deus se importou com as pessoas" - By. Pr. Luciano Araújo

REFORMA

"...Deus vem com Sua misericórdia e graça infinita e nos nivela." - By Rogério Ribeiro (Rogerinho)

#BoraProLEC

#FLASHLEC - SANTIDADE: REALIDADE OU UTOPIA?

- "A santidade não é relativa, é absoluta: é Deus quem determina o que é santo ou não" - By Pr. Luciano Araújo

ADIQUIRA O SEU!!!

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Plano de Leitura - 5º Dia


Graça e Paz irmãos ...

E aí galera!!!
Como disse ontem, esse capítulo encerra o grupo de três capítulos que enfatiza a condição humana quando está longe de Deus.

Releiam o verso 2 e comprovem; só desgraça longe de Deus. Porém um elemento interessante que surge nesse capítulo são as expressões “conhecimento de Deus, ignoraram a lei de Deus e rejeitaram o conhecimento”, que aparecem nos versos 1 e 6.

Quando o homem se afasta de Deus, ele automaticamente deixa de conhece-Lo, porque o que traz o conhecimento de Deus é se aproximar d’Ele, se relacionar com Ele, busca-Lo de todo o coração.

O que conhecemos do Senhor é porque Ele quer revelar. Ninguém nunca descobriu algo sobre Deus que Ele mesmo não tenha revelado. Portanto quanto mais nos afastamos de Deus, menos o conhecemos. Por isso é extremamente importante nos aproximarmos da Palavra, porque Ela é a revelação de Deus por meio da narrativa, da História.

A partir de hoje, se você ainda não fazia assim, aproxime-se da Bíblia com humildade e peça a Deus que se revele a você por meio de Sua Palavra. Agir assim com certeza vai fazer você conhecê-Lo melhor.

Boas revelações!!!!  Até amanha!!!

Pr. Luciano Araújo

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Plano de Leitura - 4º Dia


A Paz galera!!!
A leitura de ontem, hoje e amanhã tem o mesmo objetivo: mostrar como o ser humano longe de Deus está entregue à sua própria natureza e como isso é prejudicial e mortal.

Esse salmo já se inicia com uma afirmação categórica: é o tolo que diz no seu coração, Deus não existe.

Não é de hoje que os homens tentam negar a existência de Deus. Isso faz parte da natureza caída, pecaminosa do ser humano, porém o contrário também é verdade e isso está no versículo 2. “... para ver se há alguém que tenha entendimento, alguém que busque a Deus”(NVI). Buscar a Deus é sinal de entendimento, sabedoria.

Querer estar longe do Criador é o “normal” do ser humano depois da queda, é só prestarmos atenção no que foi que Adão fez depois de comer do fruto com Eva: ambos se esconderam de Deus.

Fazemos isso até hoje, quando pecamos a nossa primeira reação é nos escondermos, mas convencidos pelo Espírito Santo que é o nosso ajudador, nos aproximamos com humildade confessamos nossos pecados, admitindo a nossa condição, nos arrependemos e somos perdoados.

Essa é a nossa caminhada, mesmo quando pecarmos, ao invés de fugirmos, devemos nos aproximar e contar com a Graça, que sempre nos alcança!!! Maravilhosa Graça!!!

Até amanhã, pela Graça!!! 

Pr. Luciano Araújo

terça-feira, 22 de abril de 2014

Plano de Leitura - 3º Dia



Comentário do Pr. Luciano

A paz galera, que bom saber que vocês estão comigo nessa jornada!!
Hoje entraremos em uma nova fase: a humanidade se rebelou contra Deus e trouxe a morte para o mundo.

No dia 7 de setembro de  1822 ouviu- se o grito: " Independência ou morte" era Dom Pedro I declarando a independência do Brasil. O que isso tem a ver com Gênesis 3? É que eu quero parafrasear essa expressão. Em relação a Deus, " Independência é morte"!!!

Foi isso que aconteceu. Deus deu uma direção clara para o homem: não comerás do fruto do conhecimento do bem e do mal. Quando o homem deu ouvidos a satanás e fez o contrário ao que Deus havia dito, ele toma a decisão de caminhar independente do seu Criador e isso gera a morte, e morte aqui não se refere somente a morte física, mas principalmente à separação de Deus. Não existe vida longe de Deus, não existe vida fora de Deus. Ele é a única fonte de vida existente.

Ainda hoje essa verdade continua ativa na vida de todos os seres humanos.
Quando desobedecemos a Deus isso é, erramos o alvo, pecamos, isso gera morte, perdemos a comunhão com Ele e, se mantivermos essa posição de distanciamento, logo será perceptível a falta de vida em nós.

Deus sempre quer o melhor pra nós!!! Quando nos diz não, com certeza quer nos preservar ou livrar- nos de algum mal.
Portanto, se tratando de Deus: " Independência é morte!!

Até amanhã .

Pr. Luciano Araújo

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Plano de Leitura - 2º dia


Comentário do Pr. Luciano

Neste capítulo, vemos Deus terminando Sua criação, criando o homem e a mulher.
Se prestarmos atenção, veremos que o homem, diferente das outras coisas criadas, não foi feito pelo poder da palavra do Senhor, mas o Criador o fez com Suas próprias mãos e soprou do seu próprio fôlego de no homem para que ele vivesse. Depois, da costela do homem, Deus fez a mulher.
Que privilégio ser formado pelas mãos do Criado e ainda receber dele o ar para viver!!!
Isso nos remete ao nosso estado de dependência de Deus. Se veio Dele o ar que respiramos, dependemos Dele para continuar vivendo. Somos dependentes e isso deve ser motivo de alegria para nós porque dependemos de um Deus bom, que nos ama, nos formou e só quer o melhor para nós.
Que possamos a cada dia declarar e viver nossa dependência do nosso Criador e Pai.
Até amanhã, na dependência Dele!

Onde está o seu irmão?


Em Gênesis 4.9 Deus pergunta a Caim: Onde está seu irmão?

É importante notar que depois de ter assassinado o irmão, sendo Deus conhecedor das atitudes de Caim, não se dirige a ele falando sobre o homicídio ou o acusando pelo acontecido, mas lhe dá a chance de confessar o seu pecado quando lhe faz a pergunta: Onde está o seu irmão?

Esta pergunta nos diz uma coisa muito importante: 
Deus nos vê como responsáveis pelos nossos irmãos.

Este é um princípio dentro do corpo de Cristo, somos interdependentes e corresponsáveis, ou seja, responsáveis uns pelos outros e dependentes uns dos outros. Não somos responsáveis em cuidar da vida do irmão e sim do irmão. É importante lembrar que esta não é uma responsabilidade exclusiva de pastores, obreiros e líderes, mas de todo o Corpo de Cristo. 

A prova disto é que no Novo Testamento existem mais de 35 expressões “uns aos outros”, demonstrando esta responsabilidade mútua no Corpo de Cristo. Em Romanos 15.2 na NVI a palavra nos diz: “Cada um de nós deve agradar ao seu próximo para o bem dele, a fim de edificá-lo.”

Fomos chamados a edificar, cuidar, fazer o bem, amar, encorajar, orar, considerar superior, aconselhar uns aos outros e muito mais. Deus planejou a igreja para ser uma comunidade que cuida dos seus membros como cuidamos do próprio corpo.

Pr. Luciano Araújo


domingo, 20 de abril de 2014

Plano de Leitura - 1º DIA



Comentário do Pr. Luciano

Gênesis é o livro dos começos. É o começo da história, do tempo, da Terra, da luz, dos mares, animais, peixes, enfim, de toda a fauna e flora. Porém, a narrativa de Gênesis 1 traz consigo alguns segredos.
A narrativa contida nesse capítulo não tem a intenção de dar datas e detalhes do que aconteceu nesse período, mas sim declarar que todas as coisas, todas mesmo, têm origem em apenas uma pessoa: Deus, o Único, Incomparável, Inigualável, o Magnífico, o Criador, o Todo Poderoso, que do nada fez tudo e criou todas as coisas pela palavra do Seu poder. Esse é o objetivo.
Ao lermos esse capítulo, devemos nos lembrar que é a esse Deus que oramos, é a Ele que adoramos, é Ele que reverenciamos, que temos como o Nosso Papai, e que podemos contar em todos os momentos de nossas vidas. Que ao ler esse capítulo, não percamos tempo com especulações sem sentido ou sem fundamento, mas que a Palavra nos ponha de joelhos diante daquele que merece todo o nosso amor e devoção.
Até amanhã!!!
Que o Senhor nos ilumine nessa nossa jornada.
Boas revelações!

Plano de Leitura da Bíblia em 40 dias - Introdução


A paz, galera!!!

Hoje vamos iniciar a nossa jornada pelas Escrituras Sagradas. Uma jornada de quarenta dias.
Que nesse tempo Deus possa se revelar a você por meio da Sua Palavra. Que ao nos aproximarmos Dela, possamos crescer em intimidade com o Dono da História.
Nesta jornada, leremos quarenta capítulos que vão nos dar uma ideia geral do plano de Deus para nós. Passaremos pela Criação, queda do homem e o plano de Deus para resgatá-lo novamente para Si. Espero que nesse tempo possamos nos aproximar mais de Deus e da Sua revelação a nós: a Bíblia.
Procure não perder um dia. Tenho certeza de que serão dias e palavras muito abençoados.
Não esqueçam de ler também os comentários que vamos postar. Poste também suas impressões sobre os comentários.

sábado, 19 de abril de 2014

FlashLEC Abril - "Deus quer que eu me importe"


História de Saulo
Saulo era uma pessoa muito ruim. Um “carcará sanguinolento”, um “mala”.
A sua cidadania romana facilitou o acesso a uma excelente instrução.
Tinha a crença de que, se perseguisse os cristãos, cumpriria o mandamento de Deus, já que achava que estes eram membros de uma seita.
O livro de atos, no capítulo 7, descreve a morte de Estevão, que fora apedrejado e suas túnicas, jogadas aos pés de Saulo. O versículo 60 deixa clara a posição de perseguição de Saulo: Depois, ajoelhou-se e gritou em voz bem forte:- Senhor, não condenes esta gente por causa deste pecado! E, depois que disse isso, ele morreu. E Saulo consentia em sua morte.
Neste capítulo, destaca-se a fala inédita de Estevão ao afirmar que Jesus estava em pé à direita de Deus.
O livro de Atos 8:3 ainda descreve a forma com que Saulo tratava a igreja do Senhor Jesus: “Porém Saulo se esforçava para acabar com a igreja. Ele ia de casa em casa, arrastava homens e mulheres e os jogava na cadeia.”
Sua crueldade era muito visível. O povo de Deus temia sua presença, conforme Atos 9:1-2: “Enquanto isso, Saulo não parava de ameaçar de morte os seguidores do Senhor Jesus. Ele foi falar com o Grande Sacerdote e pediu cartas de apresentação para as sinagogas da cidade de Damasco. Com esses documentos Saulo poderia prender e levar para Jerusalém os seguidores do Caminho do Senhor que moravam ali, tanto os homens como as mulheres.”
As pessoas fugiam para Damasco, capital da Síria. Mesmo assim, “respirando ameaças” – conforme versão da Bíblia A Mensagem –, ele não desistia e ia atrás dos seguidores de Cristo.
Quando perseguia a igreja, à caminho de Damasco, Deus deixou Saulo com cegueira parcial, falando com ele e mudando a sua trajetória. Nesse momento o coração de Saulo se converteu a Deus, fazendo com que se tornasse membro da “seita” que tanto perseguia.
Sua conversão foi profunda, ainda que sua marra fosse grande. Ele, inclusive, muito debatia sobre Jesus. Mesmo assim, o povo ainda ficava apavorado quando se aproximava de Saulo, rejeitando-o e fugindo de sua presença.
Atos 9:26-28 traduz bem o sentimento do povo: “Saulo foi para Jerusalém e tentou juntar-se aos seguidores de Jesus. Porém todos tinham medo dele porque não acreditavam que ele também era seguidor de Jesus. Então Barnabé veio ajudá-lo e o apresentou aos apóstolos. E lhes contou como Saulo tinha visto o Senhor no caminho e como o Senhor havia falado com ele. Barnabé também contou como, em Damasco, Saulo, pelo poder do nome de Jesus, havia anunciado corajosamente o evangelho. Depois disso Saulo ficou com eles, andando por toda parte em Jerusalém; e, pelo poder do nome do Senhor, ele anunciava corajosamente o evangelho.”
Quando todos viravam-lhe as costas, uma pessoa se aproximou e procurou auxiliá-lo, este era Barnabé que prestou-lhe o maior apoio.

Modelo de cuidado. Auxílio de Barnabé.
Nessa época, Deus usou a vida de Barnabé, que se colocou à frente da liderança e intercedeu por Saulo. Ainda que o testemunho da vida regressa de Saulo fosse o pior possível, Barnabé introduziu-o na vida e cotidiano da igreja.
Jesus salvou a vida de Saulo e usou Barnabé para inseri-lo na igreja.
A postura de Barnabé merece destaque, já que ele se importou verdadeiramente com Saulo – antes de se tornar o apostólo Paulo.
Deus sempre se importou com as pessoas. Sempre quis que nos importássemos uns com os outros.
Dois exemplos bíblicos merecem destaque: a) Caim e Abel: Deus perguntou para Caim: “Cadê o seu irmão?” Ele respondeu: “Porventura sou babá dele?” (Gênesis 4:9); b) cuidado de Miriã: que não sabia que Moisés era o Libertador do Egito. Ela só queria que seu irmão não morresse (Êxodo 2:1-8).
O Espírito Santo quer colocar esse mesmo sentimento no nosso coração, para que o cuidado ao próximo seja verdadeiro. Precisamos ter o mesmo sentimento daqueles que cuidam dos recém-nascidos.
Hoje conseguimos nos importar com nossos irmãos?
Em toda a trajetória humana, Deus se importou com as pessoas. Sua vontade é que tenhamos o mesmo cuidado e hoje precisamos ser treinados para termos um coração pastoral e uma postura semelhante à de Barnabé, que cuidou de Saulo – mais tarde apóstolo Paulo.
Pode até ser que nosso nome nunca entre para a história e o recém nascido que Deus nos deu/dá seja o libertador de milhares de pessoas, mas uma coisa é certa: Deus nunca se esquecerá de nós!
Deus quer que nos importemos, que cuidemos dos nossos irmãos!

Palavra Ministrada pelo Pr. Luciano Araújo
Resumo por Jouber Barbosa.