segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Faça seu respirar valer apena
Jubrac Jacuí22:59



Faze com que saibamos como são poucos os dias da nossa vida para que tenhamos um coração sábio. Sl. 90:12 (Bíblia Linguagem de Hoje)

Há alguns dias atrás assisti a um vídeo na internet chamado 99 balões e fiquei impactado com a história do pequeno Eliot. Assista a esse vídeo e depois volte ao texto.


Tirei algumas lições de vida com Eliot e com seus pais.

A primeira é que precisamos ter fé e crer sempre, mesmo que os diagnósticos da vida sejam ruins. A noticia que a família Hartman Mooney recebeu não era boa, seu primeiro filho sofria de uma síndrome conhecida como SINDROME DE EDWARDS.
O prognóstico para indivíduos que nascem com essa doença genética é ruim, sendo a sobrevida da maioria desses pacientes é de 2 a 3 meses para os meninos e 10 meses para as meninas, muito dificilmente ultrapassando os 2 anos de vida.
Mesmo recebendo esse diagnóstico tão ruim não desanimaram começaram a clamar por um milagre, para que ele nascesse vivo e para que fosse curado, pois a chances dele já nascer morto era grande.

A segunda lição que aprendi é que não importa o tamanho da vitória não importa se ela foi integral, ela precisa ser registrada, vivida e comemorada intensamente. O que me chamou a atenção nesse casal foi que eles não ficaram olhando para as dificuldades eles olharam para o principal que nessa situação era o pequeno Eliot e simplesmente o amaram com todas as suas forças com toda a intensidade que eles poderiam oferecer. Comemoraram seus 99 dias vida intensamente como se aquele dia fosse o último, agradeceram a Deus todos os dias por mais um dia vida.

A terceira lição é que precisamos aprender a desenvolver habilidades para vencer as dificuldades impostas pelos problemas que estamos administrando sempre com amor, dedicação e alegria.

Poderia escrever tantas lições desse vídeo de apenas 6 minutos que retrata a história de um pequeno bebê que veio ao mundo e proporcionou tantas experiências extraordinárias a seus pais, a seus familiares, a seus vizinhos, aos médicos e enfermeiras que se surpreenderam com tanto amor e com tanta vontade de ver a vida prevalecer sobre a morte.

Encerro esse texto dizendo que nós não somos diferentes de Eliot, temos sim um tempo de vida determinado assim como ele, estamos em contagem regressiva a cada dia que nasce o nosso amanhã não nos pertence assim como não pertencia a esse pequeno bebê, mas ele foi audacioso, pois se deixou ser instrumento de Deus para marcar vidas e com apenas 99 dias de vida cumpriu o seu propósito nessa terra e voltou para casa, o céu.



In Category : ,

Sobre o autor

Jubrac Jacuí
A Jubrac Jacuí faz parte da Rede Jovem, a divisão de jovens e adolescentes do Tabernáculo O Brasil para Cristo em Vila Jacuí.